terça-feira, 26 de junho de 2018

Tempos modernos - A vingança

Portugal passou para os oitavos-de-final e quis o destino e possivelmente os santos populares que o jogo calhasse no dia da sardinhada, A sardinhada em Viena, que obviamente é um evento portuguesíssimo. Se já ia haver sardinhas, entremeada, minis e vinho verde, haver futebol é um perfect match. Eu já ando há semanas a falar disto e a sonhar com sardinhas, por isso lancei o anzol ao entalado em Roma, que entretanto já voltara a Viena e seguira para a Suíça... (somos jovens, somos móveis, somos europeus, podia ser um hashtag, se eu fosse dada a cardinais).

- Olha, vai haver uma sardinhada e calha no dia do jogo de Portugal. Eu vou, queres ir comigo?
- Está bem.
- É uma cena típica portuguesa, com comida portuguesa e possivelmente muitos portugueses... e sabes que eu conheço muita gente... e devem ir amigos meus também.
- OK
- Se achares que é chato, não há problema nenhum... eu vou na mesma.
- Porque é que estás a dar-me razões para eu não ir?
- Não é isso, se eu não quisesse que fosses nem te dizia, não é? Só estou a explicar as circunstâncias...
- Eu vou e vou dizer algumas palavras em português...
- Vais?
- "Obrigado", "Aplausos", "Não me toques"
- Ahahahahahahhahahaahha onde foste buscar isso?
- Ahahahahahahah então quem é o meu professor de português?
- Eu?
- Tu?! O que é que tu me ensinaste?
- Hmm... bem... nada!
- Pois! O meu professor é o Anselmo Ralph!
- Ahahahahahahhahahaahahha

Pronto. Uma carreira de quase 20 anos, um doutoramento, um livro e outros tantos artigos publicados, aulas e palestra dadas em 4 continentes... tudo metido no chinelo por um tal de Anselmo...

(Bom, vou ter de arranjar um nome em condições para esta personagem, que já apareceu por aqui vezes suficientes para continuar a ser a pessoa inominável. Any idea?)

Sem comentários: