sexta-feira, 18 de maio de 2018

Sportingzinho-lindo-que-nunca-me-falha

... mas agora chocou-me. E muito.

A minha relação com o Sporting é possivelmente uma das ligações mais estáveis da minha vida, só superada por alguns laços familiares muito estreitos. Não consigo imaginar nada que me fizesse deixar de ser sportinguista. Nada. E vitórias e derrotas fazem parte do jogo, mas não condicionam a minha filiação.

Serve este pequeno intróito para enquadrar a surpresa, a incredulidade e o posterior choque quando me fui apercebendo do que tinha passado / está a passar-se no meu clube.

Reunir uma manada para actos de selvajaria? Bater em jogadores? Hooliganismo?
Alguém que vê a instituição a ser vandalizada, os seus jogadores a serem violentados diz que é chato?
Há muita coisa podre no futebol que com certeza irá muito além do meu conhecimento mas isto é bater no fundo. Dizer que é lamentável é pouco. É criminoso. É ralé. Espero que sejam responsabilizados pelo que fizeram e arquem com as consequências.

Sem comentários: