sábado, 21 de abril de 2018

387º momento cultural: Wow

Já não ia a um museu - pelo menos aqui em Viena - há tempo demais. Para a pessoa que em Fevereiro estava convencida que ia comprar um passe anual para museus, é muito triste constatar que apenas dois meses e meio depois que consegui efectivamente ir a uma exposição...
Enfim. A exposição WOW consiste numa colecção de arte privada, cuja dona, Heidi Horton, resolveu disponibilizar à populaça. Apesar de não haver nenhuma obra que eu tenha gostado assim mesmo mesmo, não poderia ficar indiferente à quantidade de peças e sobretudo aos nomes sonantes que lá estavam. Só para o querido leitor ter uma vaga ideia, não estamos a falar do Zé Tolas nem do Chico da Esquina, a colecção inclui: Marc Chagall, Paul Klee, Gustav Klimt, Henri Matisse, Joan Miró, Edvard Munch, Pablo Picasso, Egon Schiele, Francis Bacon, etc, etc, etc. Mesmo um leigo mais leigo do que eu tem consciência dos milhões de que se está a falar aqui. É impressionante como isto tudo pertence a uma pessoa só. Enquanto ia vendo os quadros, pensei que isto que quero ser quando for grande: coleccionadora de arte.... mesmo que seja ao nível do Zé Tolas e do Chico da Esquina, afinal cada um tem o que merece!

Sem comentários: