domingo, 4 de março de 2018

Sensual Sunday

Dia 4 de Março é um dia festivo por diferentes motivos. Fui baptizada em 1979 e em 2011, foi publicado o meu primeiro artigo. Entre esses dois marcos, também outras coisas giras que me aconteceram a 4 de Março e por isso é dia que merece sempre ser celebrado. Por isso era hora de pôr um termo às más energias e maus fígados que me têm assolado. As coisas e as pessoas têm a importância que lhes damos e eu obviamente tenho sobrevalorizado farrapos de gente, sem ter qualquer razão para isso, vá lá alguém entender a minha cabeça.
Hoje é dia 4 de Março e é dia que merecia ser celebrado. Dei uma aula, descongelei o meu frigorífico - para o limpar, aproveitando as temperaturas lá fora-, fiz panquecas, li um bocadinho, fiquei horas ao telefone com uma amiga
e fui dançar. Parece pouco, mas foi sem dúvida o melhor dia da última semana!

A magia acontece ao sairmos de casa, não é? Sem querer, fui parar a uma aula de bachata - que não é com certeza o meu ritmo preferido - mas dançar com quem sabe é sempre uma maravilha e até uma troca-tintas como eu parece um pé de valsa! (E o cómico é haver muitos mais homens a aprender que gajas... e tipos giros). Assim que a aula acabou, eu escapei-me para a sala da kizomba e lá estive a treinar os meus passos. Quem dança seu males espanta e os meus já estão a ser desbaratados. Sensual Sunday forever! Para a próxima lá estarei!