segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

O inverso do espírito da Escrava Isaura

Apesar da minha incredulidade, talvez até admire a despreocupação ou ligeireza com que amigos meus dizem coisas como: "Eram 40 horas por semana e eu já não aguentava mais..." para justificarem a saída do seu emprego. (e estamos a falar de empregos normais) (e de pessoas com filhos a seu cargo). Eu não entendo isto.

Possivelmente tenho encarnada em mim a Escrava Isaura... ou não dou muita fé no estado social... ou então tenho mesmo muita estima pelo que faço.

Sem comentários: