quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Intolerância alimentares

Quando era pequena houve uma altura que acho que tinha alergia a tudo o que era bom! Não podia comer laranjas, não podia comer morangos, não podia comer batatas fritas que o meu corpo reagia logo e empipocava. Eu tinha pena de não ser alérgica a gelados ou chocolates, pois era coisa que não comia de qualquer maneira, por isso não me causaria danos. Agora morangos? Laranjas? Batatas fritas? Coisas de que eu gostava tanto de comer... era muito injusto. Lembro-me de pensar que era muito estranho a minha irmã comer todas as porcarias possíveis e ser eu a ficar com as alergias.
Não sei se as alergias passam ou se era alergia de todo, mas o certo é que passado uns tempos (? anos?) voltei a poder tudo e mais alguma coisa. Bom, gelados e chocolates continuam a não ser apreciados.
Hoje em dia quando meio mundo é intolerante à lactose, ao glúten e o resto não come hidratos de carbono ou é vegan ou tem umas preferências alimentares no mínimo duvidosas, eu apercebi-me qual voltou a ser o meu problema. Não sou completamente intolerante, mas que me causa muito incómodo (prurido, ansiedade, mudança de humor brusca, tristeza, etc.) depois do consumo, isso sim. Que eu gosto muito de LL, parece que sim, mas era como  com os morangos, eu sabia que se comesse, depois ia ter de me coçar toda, o que era no mínimo desagradável.
Há metáforas mesmo muito úteis.

Sem comentários: