sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Dancing in the dark

Saí de casa pouco passava das 6 da manhã, ainda estava escuro, mas já se viam algumas janelas iluminadas. Uma chamou-me a atenção não sei porquê e de repente vi um casal a dançar alegremente uma valsa ou coisa parecida. Pouco passava das 6 da manhã, volto a repetir, e um casal dançava alegremente. Realmente é preciso muito pouco para se ser feliz. Talvez um par ajude!

4 comentários:

Boop disse...

As "fotografias" têm essa especificidade
Podemos por nelas o que quisermos.
Projectamos o que quisermos.
Mas concordo contigo - são as pequenas coisas que nos fazem trazer um sorriso nos lábios.
:)

Calíope disse...

É daquelas imagens que ficam. Hoje tive de sair de casa às 4:30 e não reparei se havia luz ou não, mas consigo imaginar a fotografia de ontem. É sem dúvida uma imagem feliz até para o espectador!

Ana A. disse...

Calíope, está provado que as relações significativas têm o maior pesa na percepção da felicidade!

Calíope disse...

Ana, não sei se percebi o que queres dizer.