sábado, 15 de outubro de 2016

321º momento cultural: Broken relationships Museum (Zagreb)

Mal vos falei de Zagreb, mas verdade seja dita fiquei a conhecer melhor a Universidade e o caminho entre o meu B&B e a Universidade que a cidade em si. Infelizmente o tempo não deu para tudo, mas deu para ir visitar o Museu dos Corações Partidos. Era das poucas coisas que sabia existirem em Zagreb, por isso acabei por lá ir logo no primeiro dia em que cheguei. O museu é pequenino mas tem o seu encanto. Talvez o mesmo encanto de uma revista cor-de-rosa ou de um acidente no meio da auto-estrada: não nos diz respeito e não terá qualquer proveito para a nossa vida, mas queremos inteirar-nos do que aconteceu. A colecção (toda doada) é composta por objectos tão díspares como uma carta de um baralho ou um machado que são acompanhados por uma história de uma relação quebrada. Não li todas as histórias, mas as que li gostei. Gostei porque me senti acompanhada nas minhas histórias desamorosas, porque pensei que afinal o que me foi acontecendo ao longo da vida não foi mais nem menos do que acontece a tantas outras pessoas. Dei por mim a ler e a pensar "mas ele fez isso?!".
Curioso foi ao comentar com o dono do B&B dizer que sim, que tinha gostado do museu, que tinha sido muito "funny". O casal da mesa do lado nos seus sessenta e muitos anos descreveram o museu como "though provoking". Eu ri-me da discrepância das apreciações, mas o nosso anfitrião tratou logo de identificar causas para observações tão distintas: "Are you married?". Não, não sou. O tal casal assentiu: "Yes... but not with one another!".
Eu ia cuspindo o leite todo! Aqueles velhotes ali da mesa do lado estariam mesmo a pular a cerca?! Não sei, mas ainda me rio com aquela frase.

Não foi de todo prepositado publicar este momento cultural neste preciso dia, mas realmente há coincidências macacas. 15 de Outubro poderia ser com certeza um belo dia para comemorar um coração despedaçado. Pelo menos o meu.

Sem comentários: