terça-feira, 13 de setembro de 2016

Freak magnet XXX

Desde que andei pela América no Sul no ano passado comecei a desconfiar que a havia uma relação directa entre a ingestão de álcool e a distribuição de cartões de visita (conferências ficam fora desta correlação). Na viagem ao Atlântico Norte essa teoria começou a ganhar algum terreno. Durante quase três semanas bebi uma margarita e não dei um único cartão.

Bom, de regresso a Viena encontrei um amigo meu, que já não via desde o início do Verão, portanto fomos os dois à conversa o voo todo. Chegada a refeição, o comissário de bordo dirige-se a mim em inglês, perguntando-me o que queria beber. "Um vinho branco e um copo de água, se faz favor". E ele lá se desculpou por ter falado em inglês e serviu-me. O meu amigo pediu o mesmo e ele serviu-o, dizendo que afinal o meu copo estava mal servido e entornou-me mais vinho. Nós continuámos a conversar e o comissário que já estava na fila a seguir pergunta-nos se somos um casal. "É que se fôssemos éramos um casal muito internacional". O meu amigo respondeu que não éramos um casal, mas éramos muito internacionais! Depois perguntou se trabalhávamos em Viena e se eu tinha ascendência goesa e num pulinho estava eu a dizer que queria visitar as antigas colónias portuguesas e ele a dizer que tinha vivido na Suíça. Depois do jantar nós pedimos mais vinho e continuámos em animada cavaqueira - eu e o meu suposto marido. Algum tempo depois, ao ir à casa-de-banho dou com o meu amigo à conversa com a tripulação de cabine e a tecer rasgados elogios às minhas aulas!!! Bom, já que estávamos a falar do meu métier, lá fui eu desencantar o cartão de visitas...
O meu pseudo-marido tratou de o passar ao comissário de bordo!

Sem comentários: