sábado, 3 de setembro de 2016

318º momento cultural: Escher

Gosto de arte. Gosto de quebra-cabeças. Gosto muito de Escher! Andava eu por Milão a pensar no que iria fazer durante o dia quando me cruzei com um cartaz a anunciar uma exposição de Escher. Pronto. Problema resolvido. A questão era só onde é que ela se encontrava e como chegar lá. Se quem tem boca vai a Roma, quem tem um mapa vai ver Escher no Palácio Real ao lado do Duomo.
Há 10 anos visitei a casa de Escher em Haia portanto era mais do que tempo de rever velhos conhecidos! O palácio valeria uma visita por si só, por isso foi logo um 2 em 1 e ainda antes de entrar na exposição propriamente dita, havia um ponto interactivo, onde nós próprios poderíamos constar na bola de cristal de Escher como aperitivo para o que ali viria.
A exposição estava muito bem organizada e dei com uma série de obras que não conhecia. Como tinha o guia-áudio tive também direito a uma série de referências que eu não dispunha. Mas confesso que o que acabei por gostar mais foi dos pontos interactivos onde podíamos ver algumas das construções em tentativas 3D, tentativas porque o trompe l'oeil em 3D não engana ninguém! E noutros pontos onde o visitante poderia fazer parte do mundo maravilhoso do artista. Eu não conhecia este quadro, mas claro que adorei participar do mesmo! Aquela pessoa ali é nada mais nada menos do que Maria Calíope, a própria! Noutros pontos, mesmo tendo tirado uma série de fotos, não tenho a certeza se fiz o enquadramento certo. Mas para quem vá a Milão nos próximos tempos recomendo vivamente a exposição!

Sem comentários: