quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Controlo de segurança

Passei no detector de metais e não apitei, segui para recolher os meus pertences. Arrumei o tablet na mala e fiquei à espera da mochila que ainda estava a passar no raio-x. Estava mesmo à frente do segurança que controla os conteúdos e passou-se a seguinte conversa:

Segurança: Esta mochila é sua?
Calíope: Sim, sim.
Segurança: Tem uma maçaroca de milho dentro da mochila?
Calíope: Tenho. Não posso?
Segurança: Pode, pode... mas vai para onde?
Calíope: Para Viena.
Segurança: E lá não há maçaroca?
Calíope: Há, mas não são como estas.
Segurança: Pois... não são como as nossas. É muito raro levarem maçarocas na bagagem de mão.
Calíope: Sim, foi a minha mãe que ma pôs para eu comer logo!

Talvez ele também tenha visto que eu levava cerejas e rissóis, mas se calhar era abusivo ele perguntar ou eu oferecer um!

Estou de volta (mas só porque não consegui adiar o meu regresso para domingo. Pela primeira vez em 13 anos queria ter ficado mais tempo em Lisboa do que o que previ).

Sem comentários: