terça-feira, 24 de maio de 2016

O email por responder

Lembrar-se-á o caríssimo do post que Maria Calíope não escreveu
Pois. Na altura rejubilei com o email do autor e respondi na hora, aguardando impacientemente uma resposta. A resposta não chegou passado uma semana e eu, que ora sou paciente, ora quero ter as rédeas na mão, toca de enviar novo email. E nada. Nada, achava eu, convencidíssima da casualidade do primeiro mail que me tinha caído na caixa. Ontem, estando à procura de uma informação nessa mesma caixa de emails, fiquei incrédula quando bati os olhos num email não lido do tal autor. Pior. A resposta datava de umas horas a seguir ao meu mail. Que totozona! Uma vez totozona, sempre totozona, nada a fazer. Respondi com 23 dias de atraso. E sim, siga para café!

Sem comentários: