quinta-feira, 24 de março de 2016

Parece que passei o fim-de-semana em Londres...

Londres nunca exerceu nenhum fascínio sobre mim e talvez o facto de ter apanhado frio e muita chuva em Agosto de 2001 aquando da minha primeira visita não melhorou a minha impressão. Uns anos depois voltei mas por incrível que pareça lembro-me mais da ida e do regresso do que da estadia em si. Já queria voltar a Londres há uns anos e foi neste fim-de-semana que a coisa se proporcionou - 13 anos depois da minha última visita.
Fui parar a um bairro muito simpático, perto de Paddington Station, com casinhas brancas com muito bom aspecto. Acho piada às casas em tijolos vermelhos, mas tornam a cidade muito escura, por isso ir viver numa casita branca e numa rua clara foi logo um sinal positivo. Outra grande supresa foram os English breakfasts, para os preços que se praticam em Londres, achei-os bastante em conta e bem servidos. Já não me transtorna comer feijão, cogumelos, enchidos, bacon, ovos, tostas, tudo regado com um café com leite. E foi o que me valeu para os quilómetros que andei. Não deu para fazer compras e no dia que passei pelo meu adorado M&S estava tão cansada que a última coisa que me apetecia era experimentar roupa. Fiquei com pena de não ir ao teatro, mas descobri o mercado de Cadmen e passeei por Hyde Park. Acho que seria fantástico assistir um concerto ao Royal Albert Hall, mas desta vez só deu para ir ao V&A Museum. Andei quilómetros sem fim e apreciei aquele street style muito brittish. Continuo a não adorar Londres, mas foi sem dúvida a vez que mais gostei de lá estar.

Sem comentários: