quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

75 anos

Há pessoas que gostam de fazer anos, sejam 7, 24 ou 43. Há pessoas que a partir de certa altura acusam a idade e deixam de gostar de fazer anos, como se isso fizesse o tempo parar. O meu pai faz anos. 75 para ser mais específica. E continua a gostar de fazer anos como sempre gostou. Não há altura mais previsível para eu estar em Lisboa que o início de Fevereiro porque há coisas impagáveis. E cada aniversário do meu pai é cada vez mais precioso!

Sem comentários: