domingo, 28 de fevereiro de 2010

Um mês em cheio!

Estão a ver porque é que eu gosto de Fevereiro? Este mês é simplesmente uma bênção e o de 2010 vai ser mesmo recordado assim. Fui só eu que reparei que eu não parei este mês?! Entre esqui, doutoramento, Barcelona, baile, spa, surpesas, bailados, concertos, teatro e ainda fui brindada com mais uma mão cheia de coisas de que devo ter falado por aqui. E até parece que fiz novos amigos e que possa haver mouro na costa em breve. Eu quero mais alguma coisa?! Hmmm... sim, pode ser mais tempo, ó se faz favor!
E para coroar este mês fantástico o meu Sportingzinho lindo voltou a grandes vitórias! Venha lá essa Taça da Liga Europa, que mesmo tendo vencido o Porto, já não vamos a tempo para o campeonato!
E agora estou pronta para Março! Venha lá ele também!

Grande decisão

Eu ontem estava a pesar argumentos para ir às termas ou para ficar a trabalhar/estudar/etc. em casa... e acabei por decidir ir e levar um livro atrás. E que bela decisão me saiu, só vos digo.

Estive aquie aqui

também aqui
e ainda aqui

Foram piscinas, jacuzzis, jactos de água, chuveiros, saunas, vapores, sauna finlandesa, banhos turcos, sauna com sal marinho, sauna com mel, saunarium, aromas cítricos, eucalipto, camomila e mais sei lá o quê. Adorei. Recomendo. Quero voltar!

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Dramas para quem (não) tem que fazer

No fim-de-semana passado andava aqui feita barata tonta neurótica porque queria ir a uma festa e as supostas pessoas que iriam comigo cortaram-se ou atiraram-me para a ilha das respostas inexistentes ou inconclusivas.

Esta semana em que eu queria estudar/trabalhar/ler/traduzir/fazer investigação, as solicitações não param. Ontem foi uma festa com direito a dormida (diga-se que divertidíssima e onde curiosamente suei mais do que na aula de ginástica (ai perdão, Caribbean Dance & Body Workout) umas horas antes). Entretanto fui convidada para ir a umas termas amanhã. Isto é meio injusto para mim pois tenho realmente imenso que fazer, mas ao mesmo tempo não gosto de recusar convites que me parecem promissores de umas quantas horas bem passadas.

Resultado talvez meio inconsciente. Estive para aqui a estudar/ler/fazer investigação e assim continuarei pela noite dentro. E amanhã lá estarei eu linda e morena de biquíni a animar as vistas da população pálida das termas!

E agora deixem-me lá dar corpo ao meu lema de que quanto mais tenho de fazer mais faço!

Keith Mallett, Grace

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Calíope, a agente policial

(Tão a reparar que continuo de olho vivo?)
Bom, voltei para casa furiosa e pus-me a fazer o trabalho que a polícia devia ter feito (depois mando-os dar as minhas aulas também) e descobri imensas coisas escandalosamente chocantes.
O meu cartãozinho foi clonado para ser utilizado num site manhoso qualquer chamado "Mermaid" e como faltavam dados a conta foi bloqueada. Mas surpreendente foi o facto de os dados (nome, morada e obviamente cartão de crédito) serem todos os meus, falhando a data de nascimento e o e-mail.
Acreditam que voltei à esquadra pouco faltava para a uma da manha quase vitoriosa com as minhas diligências e o senhor inspector ruivo disse-me que precisava de toda essa informação por escrito por parte da empresa de póque (não por mim) para juntar ao processo (inexistente). (Os meus argumentos da falta de tempo, dos procedimentos morosos, que eu posso mexer-me mas sou uma pessoa individual e não uma autoridade... e sei lá mais o quê não o demoveram nem um milímetro...) A sério que eu tentei. Eu estava com vontade de lhe bater, de assaltar a esquadra e levar a porcaria do papel e ainda de lhe dizer em bom alemão que devia voltar para a aldeia dele e dedicar-se ao cultivo de batatas... mas voltei para casa irritada e dormi mal.
Hoje o meu pai resolveu o assunto em Portugal. E espero que o caso esteja encerrado.

Era um polícia e não um miúdo de 3 anos que vivia numa aldeia sem internet...

Calíope a caminho da esquadra para apresentar uma queixa face notícia da clonagem do número do cartão de crédito às 11 e tal da noite lembra-se que não sabe muito vocabulário apropriado para estas situações em alemão. No entanto a queixa é necessária para apresentar ao banco... e havia de sair qualquer coisa.

Calíope: Boa noite! Queria apresentar uma queixa por me ter sido roubado o número do meu cartão de crédito.
Polícia ruivo: Boa noite! O número foi roubado?! Só o número?
Calíope: O número foi clonado. Eu tenho o cartão aqui.
Polícia ruivo: Foi o quê?
Calíope (já meia incerta que a palavra 'clonado' existisse em alemão) Copiado. (mas existe, confirmei hoje). No extracto da minha conta está uma despesa de 300€ que eu não fiz. Eu já contactei o banco, o cartão já está bloqueado, mas eles precisam de uma queixa feita à polícia.
Polícia ruivo: E como é que fez a compra?
Calíope: Não fui eu. Foi a pessoa que me copiou o cartão...
Políciaruivo: E onde está o papel da conta?
Calíope: Não tenho nenhum papel, eu vi o extracto online...
Polícia ruivo: E o que precisa para fazer uma compra online com o cartão?
Calíope: Bom, precisa do número do cartão, do nome do titular, da validade e do CVC.
Polícia ruivo: (Com o meu cartão na mão) Mas isso está tudo aqui?!!!!! Isto é super inseguro!
Calíope: Sim, mas todos os cartões de crédito são assim...
Polícia ruivo: E não tem de assinar nada?
Calíope: Nas compras online não...
Polícia ruivo: Nem PIN?
Calíope: A compra não é numa loja física, é na internet....
Polícia ruivo: Ai mas isto é mesmo perigoso... qualquer um pode utilizar.
Calíope: Sim, pois é... e a queixa?
Polícia ruivo: Ah! Sem saber quem é que benificiou não podemos fazer nada...
Calíope: Como não?
Polícia ruivo: Temos de identificar o suspeito. Um endereço de internet não é nada. Vá descobrir mais coisas e depois vem cá com a documentação toda...
Calíope: Mas eu não tenho mais informação nenhuma e não quero nada do estado austríaco, só o papel para apresentar ao meu banco...
Polícia ruivo: Mas isto aqui não é assim tão simples...

Isto demorou mais de meia hora com interrupções de outras pessoas, com idas ao chefe, com hesitações, com telefonemas...

Na esquadra...

Descobri que o meu cartão de crédito foi clonado e à pala disso estive 3 vezes em 18 horas na esquadra aqui do bairro e para quê? Para descobrir que a polícia austríaca deixa muuuuuiiiiiito a desejar, mesmo sendo o senhor inspector que me atendeu ruivo até à quinta casa (e tacanho se calhar em proporção igual ou maior).
As conversas seguem-se...

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

De olhos bem abertos!

Eyes Wide Open

Eis a nova eu!
ihiihihihii
Abri os olhos para a vida e ela não me deixou nada mal
ihihiihihhihi
Já estou a vislumbrar perspectivas fabulosas
ihihiihihhi
E parece-me mesmo à mão de semear!
aaaaaiiiiiiii

Uma mão cheia de vento ou uma oportunidade agarrada a pulso firme é o que se verá em breve ou não.


terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Bela adormecida

Em conversa com um amigo sobre engates, cheguei à nebulosa conclusão que eu posso não saber exactamente, ao fim destes muitos anos de vida, destinguir um engate de outra coisa qualquer (isso explica muita coisa na minha vida) .

Ao que ele me apresentava como um óbvio e descarado engate, eu chamaria de... simpatia e boa-educação (!), ou seja, rapidamente ficou claro e cristalino diante dos meus olhos que já me devem ter aparecido milhentas oportunidades a dar-me sopa e eu pura e candidamente emito um "Que simpático! É mesmo bem-educado!" :S

Cegueta? Tapadinha? A dormir para a vida? (hmm... pode ser tripla?)

Mas se me posso defender de alguma forma, se eu achei simpatia ou boa-educação ou gentileza, é porque não estava minimamente para aí virada. Portanto, também não perco tempo com quem não me interessa mesmo.

Bom, mesmo assim, a partir de amanhã vou ver se acordo para a vida...

Geerah Baden-Karamally, Sleeping Beauty

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Mudam-se os tempos e mudam outras coisas

Recebi há uns dias através do facebook (!) uma mensagem de uma antiga aluna a perguntar-me se eu não queria ser orientadora dela para o seu respectivo Antezipationsarbeit. Eu vou repetir: no facebook!!!! Eu respondi-lhe hoje dizendo que utilizasse o meu e-mail normal ou a plataforma da universidade para esse tipo de fins.


O curso de português do Instituto para o qual trabalho é muito inovador (às vezes demais). Para além de termos sido o primeiro curso do burgo a dar aulas em blended learning / e-learning, julgo que somos o único que tem direito a página no facebook... Mas parece-me que há limites, não?

Estava aqui a pensar que o meu orientador do doutoramento não me deixa sequer escrever a tese em inglês porque nós, os dos estudos românicos, não nos podemos deixar vergar face à globalização do inglês (alemão, essa bela língua ultra-român(t)ica, não há problema nenhum, agora inglês é que não!). Na próxima reunião que tiver com ele hei-de perguntar-lhe se está no facebook também! :)

domingo, 21 de fevereiro de 2010

20º momento cultural

Não sei se houve algum leitorzinho atento que tenha reparado que houve uma lacuna entre o 19º e o 21º momento cultural...

O certo é que pelo continuei a minha saga cinéfila portuguesa. Até vi dois filmes, mas o segundo é tão mauzinho que recuso a numerá-lo como momento cultural... seria um insulto a todos os outros momentos aqui postados.

Bom então, o filme que merece esse nome foi o Esquece tudo o que te disse de António Ferreira. Conseguiu manter-me atenta e até gostei, apesar de ser um filme imperdível. O leque de personagens está bem pensado mas é pena que algumas tenham sido pouco ou indevidamente exploradas.

Já o segundo, Tudo isto é fado (Luís Galvão Teles), não sei o que diga dele... Adormeci a meio e não sei bem resumir a parte que ainda vi. Não vale a pena...

21º momento cultural


Acabei de chegar do concerto da Joss Stone. Estou tão contente por ter ido e dei os meus 37 eurinhos muito bem entregues.

Para além da música e da presença em palco (e eu até consegui um lugar nas filas da frente), ela ainda é bonita, simpática e corajosa por levar para palco um mini-vestido (sendo que só a vi a puxá-lo para baixo uma vez! Pode ser que haja fotos em breve.) Só tenho pena que do meu rol de canções preferidas não tenha cantado esta. Mas paciência. Abanei-me o suficiente para as minhas costas já reclamarem qualquer coisa.

De qualquer modo, tenho de descobrir mais destes concertos mais vezes: escovam-me o espírito!

Se não me falha a memória

Acho que hoje é o primeiro dia de sol e céu azul do ano... e com uma mão cheia de graus positivos e mais um! 6ºC! Um luxo!

(não me perguntem o que estou a fazer em casa)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Carta aberta a um fan

Caríssimo,

Agradeço imenso teres deixado três rebuçados na minha secretária. Na verdade, quando eu cheguei, já só restavam dois, pois o meu colega do lado, achou por bem sacrificar-se e comer um, ainda antes de eu chegar para que se eles estivessem envenenados, já teriam feito efeito quando eu aparecesse.

Possivelmente não me conheces, caso contrário saberias que eu não sou grande apreciadora de doces e que chocolates são quase sempre uma má opção. Mas vá, valeu a intenção! E eu fiquei toda contente com a surpresa. Confesso que hoje tive mesmo tanto que fazer que precisei mesmo uma injecção de glucose e o teu rebuçadinho de chocolate e caramelo, prestou-se mesmo a essa função.

Para a próxima deixa um recadinho ou qualquer coisa assim, para eu saber pelo menos quem és!

Um beijinho!

Calíope
P.S.: Entre flores e martinis gosto de muitas coisas.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

É de gritos!

Eu conheço este tipo... E conheci-o da maneira mais ridícula possível! (tell me something new...) Conheci-o numa festa que se realizou num espaço repleto de obras fotográficas onde o próprio era protagonista (como esta).
Maria Calíope já tinha apreciado de perto as fotos. Entretanto viu o tipo. Não ligou uma coisa à outra e ficou com a impressão de que o conhecia... Logo pensou "se eu conheço-o, ele também a mim e por isso vou falar com ele!" e foi.

E lá fui conversar com ele (mesmo à cara de pau), dizendo que achava que o conhecia, mas não estava a ver bem de onde. Ele sorriu e manteve a conversa agradável e super simpático. Mas claro que eu num momento de epinafia, em vez de ficar caladita, não... "Espera lá, já sei de onde te conheço... és o tipo das fotos!!!" Ele riu-se! (Se a totozice tivesse prémios, eu ganhava-os... todos!)

Isto já se passou em Dezembro, agora na sexta-feira, numa festa de Carnaval, os nossos caminhos voltaram-se a cruzar mas novamente em sentido contrário. Eu a sair e ele a chegar! Já era tardíssimo e eu já tinha sambado, forrozado e achêzado tudo o que podia. Mas não é que o tipo me reconheceu e lamentou o facto de eu estar de saída... E não é que eu (mega-totozona) fui embora mesmo?

Eu só não indico o nome porque parece que ele até é conhecido na sociedade austríaca...

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

19º momento cultural

Como hoje não houve Lipstick Jungle na televisão, uma vez que as transmissões de biatlo ou descida dos Jogos Olímpicos assim o obrigam, eu peguei em mim e fui ver outras confusões amorosas: Romeu e Julieta em bailado com música de Sergei Prokofiev na Staatsoper.


daqui

domingo, 14 de fevereiro de 2010

18º momento cultural


Edvard Munch, Cena de Casa das Bonecas de Henrik Ibsen, 1906
Hoje foi dia de teatro: Gespenster do norueguês Henrik Ibsen. Em português chama-se Casa de Bonecas, mas Gespenster (alemão) e ainda mais no original norueguês significa casa assombrada, não necessariamente por fantasmas...
Pois é, o passado pode assombrar-nos e condicionar-nos o futuro. O passado tem de ser resolvido quando ainda é presente... caso contrário assombra-nos ad eternum. A Casa de Bonecas é prova disso.

Mudamos de ano e dá-me para isto...

Este ano do tigre está a começar bem!
Ontem comecei finalmente a estudar linguística (e surpreendam-se: gosto mesmo daquilo).
Depois devo ter dormido umas boas 12 horas... e sonhei.
Acho que era mais pesadelo, pois alguém teria feito uma montagem de um filme erótico (mas tipo dos anos 20, porque a imagem era em sépia) com a minha cara. Depois puseram o dito filme a circular na internet e mandado-o expressamente para o meu pai com o título: "Olhe o que a sua filha anda a fazer!".
O pior é que eu também vi o filme e realmente aquilo estava bastante bem feito porque parecia mesmo eu... a minha cara chapadinha... mas o corpo era muito mais magro, tipo escanzelado!!! Conclusão: Via-se logo que não sou eu, porque eu tenho carne! Mas também é verdade que nem toda a gente está a par das minhas medidas verdadeiras... Logo, por via das dúvidas, andava toda atrapalhada a ver se conseguia erradicar o tal vídeo da internet...
Karen Dupre, Cosmopolitan II

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Feliz ano do tigre!


Acabei de descobrir que o ano do tigre deve ser algo de explosivo (o que pode ser positivo ou negativo...) mas o mais engraçado é que é um ano propício para o casamento dos nativos de cavalo e de cabra (não percebi é se é entre si ou não). Sendo eu nativa de cavalo, vou ver se me ponho a pau, para que nenhuma cabra me apanhe de calças nas mãos! ;)

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

5 anos a mergulhar!


É muito mergulho.... e quase me ia esquecendo que ontem fez 5 anos que o primeiro mergulho foi dado!

O Baile da Ópera

O país (Áustria) parou... o Baile da Ópera, o baile dos bailes, está prestes a começar!



daqui

Eu já consegui ler o programa do doutoramento, preencher os vales de depósitos dos impostos e se isto correr bem ainda faço uma máquina de roupa e arrumo outra tanta que jaz lá no quarto. E claro está, vou deitando um olhinho à festança que por ali vai.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Do 12º ao 17º momento cultural

12º. O Wiener Kaffesiederball: Toda a gente deveria sentir-se cinderela pelo menos uma vez por ano, com vestido, sapatinho de verniz no pé e champanhota da boa na mão.



13º. MACBA (Museu de Arte Contemporânea em Barcelona): Cheio de luz, cheio de espaço e com algumas peças de que gostei.

14º. Parque Guell: Um feliz regresso, cheio de bolos e com alguns topos polvilhados de açúcar. O início na incursão no mundo Gaudí.

15º. Casa Batlló: Graças ao meu super cartão de estudante tive direito a desconto. Foram mesmo assim 14€, mas muito bem gastos e todinhos deliciados e palmilhados pela casa toda. Eu já era fã do "discípulo" Hundertwasser, agora rendi-me ao mestre Gaudí.
16º. Casa Milá: Depois da Batlló era difícil ficar impressionada, mas mesmo assim, o terraço só não me tirou do sério pois o céu estava todo encoberto e perdeu-se muito por aí, mesmo com aquelas chaminés-suspiro.

17º. Caixa Fórum: Um três em um - Cambodja, terra de esperança (lição: a vida vale a pena!); FotoPres'09 - Espanha (chocante...) e Cosmètica Dogmática (depois de tanto input já pouco poderia entrar, mas o almocito no restaurante do museu foi o melhor de toda a estadia!)

Aculturação

Andrea Laliberté, Femme elegante II
Apercebi-me (em Barcelona) que já vivo há tanto tempo em Viena, que há aspectos da cultura local (austríaca) que já criaram raizes em mim. Face a um confronto com hábitos mediterrânicos (antes meus também), eu aborreço-me com a falta de pontualidade, com a ausência de exactidão, com as coisas em cima do joelho e com outras coisas que se calhar antes me eram completamente indiferentes.
Quando a luz do sol e as temperaturas quentes começarem a incomodar-me, julgo que terei sérios problemas (internos).

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Andrea Laliberté, Femme Elegante I

Amanhã possivelmente virá o atacado de momentos culturais e mais umas quantas impressões... para já, acho que estou a ouvir a minha cama linda saudosa a chamar-me.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

O baile dos produtores de café

Andrea Laliberte, Ballet

Lindo, lindo e fiquei a saber que é o mais importante de Viena logo a seguir ao Baile da Ópera. Impressionada q.b., mas impressionante como sempre :)
E a melhor deixa da noite foi:
Então quando é que o seu marido vem?
Pois... ele não veio (só o meu acompanhante) mas vou eu daqui a 8 horas para Barcelona!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Época de bailes

Foi daquelas casualidades que só a mim me acontecem...

Fui convidada para ir a este baile (wwwwwwwwwwwooooooooowwwwwwwwwwwww) amanhã!

Ball der Wiener Kaffeesieder

Já tenho o modelito até aos pés, será que haverá príncipe também?

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

9º, 10º e 11º momentos culturais

Eu continuo a ver filmes portugueses em atacado... (só que com tanta coisa para contar não deu para fazer posts avulsos)
Second Life de Alexandre Valente: um filme que gostava de ser mais comercial que os filmes portugueses em geral, por isso toca a pôr o pessoal a falar inglês e a despir umas quantas gajas, fazendo-as interagir entre si, se der...

A Jangada de Pedra de George Sluizer: baseado na obra de Saramago. A ideia de uma Ibéria até me sorri, mas toda a restante ficção paranormal... enfim... ultrapassa um bocadinho os meus limites.

Carmenzita y su toro :)

E hoje: Bailado Carmen de Bizet na Volksoper: mais modernaço do que os clássicos que costumo ver. De qualquer forma teve elementos clássicos suficientes para me dar a mim um fio condutor. (Bailados com pessoas a correr e a atirarem-se para o chão não é bailado para mim...) Os elementos modernos foram muito bem conseguidos e até com um toque de humor. A participação do touro foi mínima, mas eu adorei-o!

Ausweis bitte!*


A partir de hoje volto a ser oficialmente estudante. O meu cartão da Universidade de Viena está prontinho e lindo! E eu vá Deus saber porquê orgulhosíssima que estava fui mostrar o cartão aos meus coleguinhas!
Diga-se de passagem que este cartão mais parece uma carta de condução e o meu velhinho cartão da Faculdade de Letras mesmo com 10 anos em cima bate este aos pontos de modernidade...

*Identificação por favor.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Fevereirinho


Wacker 1, Spring Fashion

Se não fosse o eterno Outubro dourado, Fevereiro era o mês do meu coração. Adoro Fevereiro e não sei bem porquê. Desconfio que é por ser um mês compacto, giro, único e com carácter (isso de ter 30 ou 31 dias é para quem não sabe organizar bem as coisas!). Além disso, julgo que em Fevereiro acontecem-me sempre coisas marcantes (não me está a ocorrer assim nada de repente dos últimos 10 Fevereiros.... ah não! Em 2000 já sei o que foi, portanto não estou bem a ver o que me aconteceu nos últimos 9!) E este claro que vai ser igualmente radioso!