domingo, 31 de agosto de 2008

À espera de Godot

Este não é o primeiro e com certeza não será o último post sobre esse amplíssimo buraco negro que começa em espera passa por esperança e pode ter como destino ou uma feliz meta alcançada ou mesmo o desespero.


Eu, no preciso momento, estou na primeira fase deste perverso processo. Sinto-me num deserto à espera que chova, bom a minha localização geográfica e a minha bagagem destes anos de vida obrigam-me a reformular a afirmação anterior, por isso, sinto-me numa terra árida à espera que chova (nas terras áridas chove de vez em quando, não?)

Apesar do meu ar sossegado, impassível e até fleumático, não lido bem com as salas de espera da vida. Pois é! As aparências iludem!

A última iluminação divina que tive para poder contornar este tipo de semáforo vermelho é multiplicá-lo. Passo a explicar, é melhor esperar por que um de dois semáforos caiam no verde... ou pelo menos no laranja intermitente do que por um só. Tudo bem, não há dois semáforos no mesmo sítio com a mesma indicação, mas isso também pode ser visto como um aspecto positivo: ou segue-se em frente ou vira-se.... ou na pior de todas as hipóteses o semáforo está estragado e aí não me resta mais nada do que esperar por Godot.

sábado, 30 de agosto de 2008

The noodle dream!


Todos conhecemos algum prato fantástico que só a pessoa x sabe fazer 'daquela' maneira... uma delícia que só de pensar nos deixa de água na boca!

E se nos fosse revelado o segredo?

E se o segredo fosse que... NÃO há ingrediente secreto*?

Basta acreditar e mantermo-nos focados no nosso objectivo!



*Para mais informações conferir o Kung Fu Panda

sábado, 23 de agosto de 2008

Conversas soltas XX



- You seemed quite relaxed about it.

- Yes, why make things harder then they really are?


- That is a great sentence! I'll keep that in mind!


- I just made it up, but I guess it makes sense :)


Auguste Rodin, Torso

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Bollywood, here I come!

Este post peca por tardio, pois as danças de bollywood já começaram na semana passada.
Eu posso não ser a melhor da turminha, mas sou sem dúvida a mais... autêntica!!! Também por isso as expectativas que carrego nos ombros são maiores e consequentemente não me facilitam os movimentos e toda a gesticulação própria ;)

Aprender algo novo é sempre uma mais valia e igualmente o meu lema de há alguns anos para cá. Nego sim à partida coisas que desconheço, mas também procuro alargar os meus horizontes com experiências novas e enriquecedoras. Esta foi uma delas e se no fim do curso conseguir dançar de forma mais coordenada e com movimentos mais airosos, a aposta está ganha!

P.S.: Tenho sari e tudo!

sábado, 2 de agosto de 2008

Zafran is this girl's best friend

Tive um dia para esquecer, a mim não me aconteceu nada, mas saber que pessoas me são muito próximas estão a passar por dificuldades ou que viveram momentos perigosamente turbulentos não me é alheio e não fico indiferente, apesar de ter os pés e mãos atados por cordas invisíveis.

Em vez de ficar a chafurdar neste ciclo vicioso do ai-coitados-deles-e-ai-coitada-de-mim, peguei em mim e pus-me em cima de uns saltos de verniz, uma blusita de cetim preto e calça de ganga para o ar chique-mas-muito-cool. Tirei os óculos e pus as lentes e com elas a respectiva maquiagem. Até dei um jeito ao cabelo para que o polimento em mim fosse completo! Ficar de trombas o dia todo não me faz bem à pele. E não ia estragar os anos de uma amiga por nada.


Foi sentar-me na esplanada e a minha recompensa com cabelos de açafrão chegou pelo seu próprio pé, acompanhada de um Chardonay. Este dia valeu literalmente a pena!